Carga emocional que pesa nos dentes

O Bruxismo é um transtorno mais comum do que se pensa. Quem tem bruxismo costuma apertar ou ranger os dentes, de forma involuntária. Costuma ocorrer durante o sono (bruxismo noturno) ou durante o dia (briquismo). ?

As duas formas afetam significativamente a qualidade de vida da pessoa acometida. Podem ocorrer, inclusive, em crianças. Cada caso é um caso – e deve ser analisado pelo seu dentista.

O bruxismo pode ocorrer devido a fatores genéticos, neurológicos, respiratórios (como apneia do sono e ronco) ou pode estar relacionado a fatores psicológicos, como a tensão, o estresse e a ansiedade.

Ao mesmo tempo em que é sintoma destes problemas, o bruxismo também é causador de outros: pode levar a dores nas articulações temporomandibulares, dores de cabeça e de ouvido, desgastes, trincamentos e fraturas dos dentes, dificuldades do sono, entre outros.

É muito importante identificar a causa do bruxismo, para que o tratamento seja efetivo. O bruxismo não tem cura, mas existem tratamentos que aliviam e evitam consequências piores.

Entre eles estão as placas de mordida ou miorrelaxantes. Elas devem ser usadas durante o dia ou noite, depende do caso, para evitar o atrito, o desgaste e os problemas nas articulações temporomandibulares.

A toxina botulínica é outro tratamento. O botox é aplicado diretamente nos músculos envolvidos no bruxismo, reduzindo a ação do neurotransmissor responsável pela contração muscular. Com isto, diminui-se o atrito, os desgastes e as fraturas nos dentes.

Esteja atento aos sinais. A dor nunca é algo normal. Se perceber dores mais frequentes na região da cabeça, ouvido, mandíbula e maxilar, procure o seu dentista. Atenção também se perceber que está apertando ou rangendo os dentes.

Consulte seu dentista para ter o diagnóstico correto e, se necessário, considere a possibilidade de cuidar com mais atenção também da sua saúde psicológica. O bruxismo é uma prova de que as emoções interferem na saúde do corpo – e vice-versa. Fique atento! Seu corpo e suas emoções agradecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *