É fundamental o acompanhamento periódico para evitar transtornos

Segundo o Atlas do Diabetes, da Federação Internacional de Diabetes (IDF), em sua pesquisa mais recente, de 2020, o Brasil é o 5º país com a maior incidência de diabetes no mundo, com quase 17 milhões de diabéticos adultos. O diabetes é uma doença crônica e complexa, que leva ao aumento da glicose no sangue e que tem efeitos em todo o corpo, incluindo nos dentes e gengivas.

Pessoas com diabetes podem ter problemas vasculares, que afetam a circulação do sangue. Isto pode prejudicar a produção da saliva, tornando-a mais ácida e viscosa, o que facilita a formação da placa bacteriana e favorece a proliferação das cáries, levando à deterioração do dente e a possíveis infecções, como as doenças periodontais.

A gengivite, que é o primeiro estágio da doença periodontal, é causada justamente pela presença de placa bacteriana e tártaro (placa calcificada) nos dentes, que se acumulam ao longo da linha da gengiva. O organismo das pessoas com diabetes pode ter mais dificuldade para combater as bactérias, o que aumenta em até 4 vezes a propensão ao desenvolvimento da gengivite. Sem o devido tratamento, a gengivite pode evoluir para um quadro de periodontite, que é a forma mais grave da doença periodontal.

O comprometimento do sistema imunológico nos diabéticos também aumenta as chances de infecções fúngicas na boca, como a candidíase, que causa pequenas lesões e úlceras que dificultam, inclusive, a ingestão de alimentos. Distúrbios de cicatrização também são observados em pacientes com diabetes.

Seu dentista pode ajudar não só a identificar a existência de diabetes, como também recomendar os cuidados especiais que um paciente com a doença deve ter com a saúde oral, incluindo a atenção redobrada à higienização bucal. Se você tem diabetes, visite seu dentista com intervalo máximo de 6 meses.

O diabetes é uma doença crônica, que requer tratamento e cuidado permanente. Com o tratamento adequado, incluindo mudanças de estilo de vida, é possível controlá-la e diminuir muito seu impacto na qualidade de vida e na saúde – inclusive da boca. Cuide-se!

 

Diabetes e saúde bucal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *